, , , 1097076174234150 574096797044765
 

Conheça a Trilha Hippie

Nas décadas de 1950 e 1970, Os hippies viajavam da Europa para o sul da Ásia, atravessando Turquia , Irã, Afeganistão, Paquistão , Índia e Nepal. O propósito era sumir da sociedade careta, ficar chapado e se divertir. Escolhiam essa rota por ser mais barata , viajavam basicamente de carona, ônibus e trem).






Queriam ficar o mais distante do "malvado" Ocidente Capitalista. Mas também iam à procura de iluminação e procuravam conciliar com diversão devido a grande mística associada a essas terras longínquas.


Os pontos iniciais da jornada eram as capitais europeias das drogas e do amor livres como Amsterdã e Londres. A partir destas cidades da Europa , desceriam via Iugoslávia , Bulgária ou Grécia até chegar a Istambul, na Turquia.

Haveria várias opções neste caminho, mas a básica seria passar por Ancara, Teerã(Irã) e Cabul (Afeganistão), cruzar o passo de Khyber para chegar a Peshawar, no Paquistão , e seguir , deste ponto, até Caxemira, Délhi e Goa, na ìndia.




A trilha hippie está sendo redescoberta , por causa da proliferação das companhias aéreas de baixo custo e da maior acessibilidade das viagens.

Só que agora ninguém quer "escapar da sociedade"- Os "hippies " encontrados atualmente na trilha são em sua maioria profissionais urbanos.


Pokhara , no Nepal , no sopé da cordilheira de Annapurna, foi o destino dos primeiros hippies desbravadores ocidentais a chegar na década de 1970.

Este ponto final ideal para o trecho asiático da trilha terrestre era um tranquilo lugar à beira de um lago, com maconha abundante. Depois, Pokhara virou uma estância montanhosa , com muitos hotéis e lojas, até que a guerrilha maoísta causasse uma década de degradação. Atualmente, Pokhara voltou ao normal, e os turistas voltaram.


"Beatnik" era o termo anterior de uso corrente na década de 50 ; o termo "hippie tornou-se corrente a partir de meados da década de 1960.


Beatnik -O Poeta americano Jack Karouac, em 1948, introduziu a frase "Geração Beat " para designar o submundo de jovens anti-conformistas da Nova York daquele tempo.


Karouac criticou o que ele acreditava ser a distorção de suas idéias em "Aftermath: The Philosophy of the Beat Generation":


"A Beat Generation, que foi uma visão que nós, John Clellon Holmes e eu, e Allen Ginsberg tivemos, numa maneira ainda mais selvagem, no final dos anos 40, de uma geração de loucos, iluminados hipsters, fez subitamente a América ascender e avançar, seriamente a vadiar e a pedir boleia em todo o lado, esfarrapada, beatificada, bonita de uma nova forma graciosamente feia — uma visão colhida da forma como ouvimos a palavra "beat" pronunciada nas esquinas da rua em Times Square e na Village, na noite dos centros de outras cidades da América pós-guerra — beat, que significa em baixo e de fora mas cheio de uma convicção intensa. Nós até ouvimos o velho 1910 Daddy Hipsters das ruas falar na palavra dessa forma, com um sorriso de escárnio melancólico. Nunca quis dizer delinquentes juvenis, significa características de uma espiritualidade especial que não agia em conjunto mas eram Bartlebies solitários olhando para fora da janela da parede nua da nossa civilização.."




"Hippies , O termo derivou da palavra em inglês hipster, que designava as pessoas nos Estados Unidos que se envolviam com a cultura negra, como Harry The Hipster Gibson. A eclosão do movimento foi antecedida pela chamada Geração Beat, os beatniks, uma leva de escritores e artistas que assumiram os comportamentos que viriam a ser copiados posteriormente pelos hippies[2]. Com a palavra "beat", John Lennon, transformado em um dos principais porta-vozes pop do movimento hippie, criou o nome da sua banda - The Beatles. Tanto o termo beatnik como o termo hippie assumiram sentido pejorativo para a grande massa norte-americana."Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.




O movimento hippie foi um comportamento coletivo de contracultura dos anos 1960, onde preferiam viver de forma mais natural possível, buscando nas religiões orientais espiritualidade e viviam em comunidades coletivistas. Eram nômades, se vestiam com roupas velhas ou feitas por eles mesmos com materiais não industrializados, usavam drogas(principalmente a maconha) pois achavam que o cigarro comum era prejudicial à saúde, produziam incensos, comida orgânica , eram contra as guerras, o militarismos e pregavam a paz e o amor.




Fonte: Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre, Grandes Viagens- Conheça as mais espetaculares Rotas do mundo

117 visualizações0 comentário