, , , TEST48602 google-site-verification: google1ce7ad085bc6e4d8.html
top of page

Adornos Através do Tempo


Não resta dúvida que os adornos , enfeites que usamos atualmente nos traz beleza, charme e realçam a beleza natural que já temos. Mas será que sabemos como tudo isso começou e por quê?

Sabemos que os indígenas, povos mais primitivos, que ainda permanecem no mesmo estágio a milhares de anos, ainda usam adornos. Gostamos olhar as penas, os colares de sementes, misturados com outro material que eles encontram na natureza, suas pinturas coloridas, que certamente devem ter algum significado importante para eles e que muitas vezes os contemporâneos se inspiram para fazer seus adornos modernos.

Por todas estas questões, tive vontade de pesquisar, ver as tendências dos adornos atuais e trazer um pouco deste mundo, das bijuterias.




As Bijuterias estão ao alcance da maioria das pessoas, diferente das jóias, apesar de algumas bijuterias serem verdadeiras obras de arte e quase se aproximar de uma jóia. Todos podem adquiri-las dependendo do seu valor e possa pagar por elas, ou até criar novas peças para vender ou para usar somente.

Mas antes de tudo gostaria de trazer um pouco da história através do tempo dos adornos e seu significado para os antigos.




A história da bijuteria remonta à antiguidade, quando as pessoas começaram a usar adornos e amuletos como símbolos de status, proteção e expressão cultural. Ao longo dos séculos, a bijuteria evoluiu e se adaptou às tendências da moda e às mudanças sociais e culturais. Aqui estão alguns momentos notáveis na história da bijuteria:


Na antiguidade, civilizações como os egípcios, gregos e romanos criaram adornos usando materiais menos preciosos, como pedras semipreciosas, vidro, cerâmica e metais de baixo valor. Esses acessórios eram usados por pessoas de diferentes classes sociais e serviam como amuletos de proteção, símbolos de status ou expressões artísticas.


Durante a Idade Média, a bijuteria era usada principalmente como símbolo religioso e de devoção. As cruzes e relicários eram adornados com pedras semipreciosas, vidro colorido e esmalte. Nesse período, também surgiram os primeiros exemplos de bijuterias feitas com pérolas de vidro e miçangas.


No período do Renascimento, houve um ressurgimento do interesse pela arte e pela moda, o que influenciou o desenvolvimento de bijuterias mais elaboradas e artísticas. Os artesãos criavam peças detalhadas usando técnicas sofisticadas, como esmaltação e filigrana, e materiais como vidro, bronze e latão.


Durante os séculos XVIII e XIX, a bijuteria se tornou mais acessível para as classes médias, graças à revolução industrial e ao desenvolvimento de novos materiais e técnicas de produção. Nesse período, surgiram muitos estilos e tendências, como o Rococó, Neoclassicismo e Art Nouveau, que influenciaram o design de bijuterias.


No século XX, a bijuteria se tornou um componente essencial da moda e das tendências de estilo. Artistas e estilistas como Coco Chanel e Elsa Schiaparelli ajudaram a popularizar a bijuteria, criando peças icônicas que se tornaram símbolos de elegância e sofisticação. Com o surgimento de novos materiais, como plásticos e resinas, a bijuteria se tornou ainda mais acessível e diversificada.


Hoje, a bijuteria é uma indústria global que oferece uma ampla gama de estilos, designs e materiais para todos os gostos e bolsos. As tendências da moda continuam a influenciar o design de bijuterias, enquanto preocupações crescentes com a sustentabilidade e a ética têm levado a uma maior conscientização sobre o impacto ambiental e social da produção de bijuterias.


Em resumo, a história da bijuteria é rica e diversificada, refletindo as mudanças culturais, sociais e artísticas ao longo dos séculos. Desde a antiguidade até os dias atuais, a bijuteria tem sido uma forma popular e acessível de expressão pessoal, símbolo de status.


Considerando a popularidade das bijuterias ao longo da história e seu papel como um meio acessível e versátil de expressão de estilo pessoal, é provável que as pessoas continuem a usar bijuterias no futuro próximo. As bijuterias têm se adaptado constantemente às tendências da moda e às mudanças sociais e culturais, o que sugere que elas podem permanecer relevantes e atraentes para os consumidores.


Além disso, as preocupações crescentes com a sustentabilidade e a ética na indústria de bijuterias podem levar a um maior interesse em práticas de produção responsáveis e eco-friendly. Isso pode incluir o uso de materiais reciclados, apoio a comunidades de artesãos locais e garantia de condições de trabalho justas nas cadeias de suprimentos.


Outro fator que pode contribuir para a continuidade do uso de bijuterias é a crescente conscientização e aceitação da diversidade e da inclusão na moda. As bijuterias oferecem opções de estilo para pessoas de todas as origens e preferências, o que pode torná-las uma escolha atraente para um público cada vez mais diversificado.


No entanto, é importante notar que as tendências e preferências dos consumidores podem mudar ao longo do tempo, e fatores como inovações tecnológicas, mudanças econômicas e eventos globais podem afetar a popularidade das bijuterias no futuro.


Por saber que além das pessoas gostarem de usar adornos, as pessoas também estão criando as suas próprias bijuterias , transformando estas criações em uma profissão. E por falar em profissão, há cursos online de Bijuterias, cursos que podem se tornar um novo hobby ou , porque não, uma nova profissão.

Vou deixar abaixo um link de um curso online de Bijuterias. Espero que você se entusiasme e comece a criar e usar suas próprias peças:








Bijuterias são acessórios decorativos usados para complementar ou realçar a aparência de uma pessoa. Esses itens são feitos a partir de materiais menos preciosos do que joias finas, como ouro, prata e pedras preciosas. Bijuterias são populares por serem mais acessíveis e permitirem uma maior variedade de estilos e designs.


Aqui estão alguns pontos importantes sobre bijuterias:


Materiais: Bijuterias podem ser feitas de uma ampla variedade de materiais, incluindo metais de baixo valor, como latão, cobre e alumínio, além de plásticos, vidro, tecidos, madeira, cerâmica e outros materiais sintéticos ou naturais. Algumas bijuterias também utilizam pedras semipreciosas ou imitações de pedras preciosas, como zircônia cúbica e cristais.


Tipos de bijuterias: A variedade de bijuterias é vasta e inclui anéis, brincos, colares, pulseiras, broches, tornozeleiras, entre outros. Esses acessórios podem ser usados em várias ocasiões e eventos, desde situações casuais até eventos formais, dependendo do estilo e design.


Estilos e designs: As bijuterias oferecem uma ampla gama de estilos e designs, permitindo que as pessoas expressem sua personalidade e gostos através dos acessórios que escolhem. Alguns estilos populares incluem minimalista, boho-chic, vintage, étnico, punk e glamouroso. Além disso, bijuterias também podem ser inspiradas em personagens, animais, símbolos culturais ou religiosos, e até mesmo em temas da atualidade.


Tendências e moda: Bijuterias são altamente influenciadas pelas tendências da moda e mudam constantemente de acordo com as estações e as preferências do público. Alguns exemplos de tendências populares são peças com inspiração geométrica, tassel, maxi colares e brincos de argola.


Cuidados e manutenção: Como bijuterias são feitas de materiais menos duráveis e mais suscetíveis à oxidação e desgaste, é importante cuidar bem delas para prolongar sua vida útil. Algumas dicas incluem evitar o contato com águae suor excessivo, guardar as peças separadamente para evitar arranhões e limpar regularmente com um pano macio e seco.


Sustentabilidade e ética: Nos últimos anos, tem havido uma crescente preocupação com a sustentabilidade e a ética na indústria de bijuterias. Muitas marcas estão adotando práticas mais responsáveis, como o uso de materiais reciclados, o suporte a comunidades de artesãos locais e a garantia de condições de trabalho justas em suas cadeias de fornecimento.


Plataformas como Instagram, Pinterest e TikTok são ótimas fontes de inspiração para as tendências atuais de bijuterias. Procure hashtags relacionadas, como #bijuterias, #acessórios, #moda e #tendências, e siga influenciadores e marcas populares que compartilham novidades e estilos.


Acompanhe blogs e revistas de moda online para se manter atualizado sobre as últimas tendências em bijuterias. Alguns exemplos incluem Vogue, Elle, Harper's Bazaar, Glamour, e Who What Wear.


Navegue pelos sites de comércio eletrônico e lojas online de bijuterias e acessórios para descobrir o que está sendo vendido e quais estilos são populares. Alguns exemplos incluem Etsy, Amazon, ASOS, H&M, e Zara.


Espero que este post possa inspirar quem busca alguma dica, idéia ou um estimulo para ter um novo hobby e quem sabe uma nova profissão.




102 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page